Comércio precisará se adaptar às datas

Além das eleições e da Copa do Mundo, que poderão causar um turbilhão na economia, o ano de 2018 vem com um número excessivo de feriados. Das 11 datas comemorativas, cinco cairão em terças e quintas-feiras, no chamado feriadão prolongado. Cinco são celebradas na segunda ou sexta-feira e uma cai no sábado. Em Tubarão, o feriado municipal em 15 de setembro também cai no sábado. Há ainda cinco dias de ponto facultativo, como no Carnaval.

Para o comércio, não há como dizer que as perdas não acontecem. Os feriados fatalmente atingem o comércio no volume de vendas, mas é preciso dar a volta nesta situação.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Tubarão, Harrison Marcon Cachoeira, o comércio precisa se adaptar aos feriados. “Precisamos nos reinventar e trabalhar muito para recuperar as eventuais perdas que possam ser acarretadas pelo excesso de feriados”, ressalta.
Harrison avalia que 2018 será um ano turbulento não apenas pelo excessivo número de feriados, mas também pelo tumulto que a Copa do Mundo e as eleições também poderão causar. Mas ele garante que o comércio de Tubarão, que sempre vem em volume de vendas acima da média estadual, vai saber lidar com estas situações.

Para Ivan Tauffer, presidente da Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC) – entidade que representa mais de 43 mil associados em todo o Estado –, não abrir as portas em datas próximas às de pagamento dos salários pode significar perda de oportunidade de vendas. “O consumidor está retomando o otimismo e em 2018 teremos muitos feriados próximos aos dias considerados de maior fluxo nas lojas. Os segmentos de vestuário, calçados e de móveis – mais procurados – certamente serão os que mais devem sentir o impacto”, avalia.

Assim como há os feriados, o comércio de Tubarão também mantém alguns horários especiais em datas comemorativas, e ainda ocorrem as edições do Dia D, com o comércio aberto um sábado ao mês até as 17h.

Bares e restaurantes

Para os empresários do setor de bares e restaurantes, no entanto, as oportunidades são boas, como lembra Raphael Dabdab, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Santa Catarina (Abrasel). “Serão cerca de dez datas especiais que deverão aumentar o fluxo de clientes nos estabelecimentos. Além dos feriados, teremos a Copa do Mundo e as eleições, que também, historicamente, geram um impacto positivo”, sinaliza.

Compartilhe com seus amigos!