Entenda quais candidatos podem participar dos debates

A participação dos candidatos à Presidência em debates na televisão, rádio e internet é uma questão prevista por lei.

Quais os critérios para participar dos debates? 

  1. As empresas são obrigadas a convidar os concorrentes com representação de pelo menos cinco parlamentares no Congresso;
  2. Ter uma certa posição nas pesquisas eleitorais;
  3. Cada emissora usa seu critério jornalístico, mas os veículos são obrigados a chamar todos que tiverem representatividade.

Dos 21 pré-candidatos anunciados pelos próprios partidos até então, 13 estão dentro da regra da obrigatoriedade nos debates:

Aldo Rebelo (SD), Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Flávio Rocha (PRB), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Afif (PSD), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB),Jair Bolsonaro (PSL), Lula (PT), Manuela D’Ávila (PCdoB), Paulo Rabello (PSC) e Rodrigo Maia (DEM).

Mesmo prevista em lei, a participação dos debates geralmente gera polêmica. Diversos ex-candidatos já chegaram a reclamar publicamente por terem sido deixados de fora em determinado evento.

Caso de Lula em 2018: 

Apesar de o PT ter o número de cadeiras necessárias e Lula ser líder na última pesquisa do Datafolha, ele não poderá ir aos debates caso se mantenha candidato até o fim do seu processo, como pretende o partido.

“A lei permite que ele pratique atos de campanha, o que significa que ele pode gravar programas eleitorais para televisão e rádio de dentro da sua cela na Polícia Federal, mas não mais do que isso”, afirma Rollo, advogado especialista em direito eleitoral.

Compartilhe com seus amigos!