Greve de caminhoneiros chega ao 4º dia


Nesta quinta-feira (24) a greve chega ao 4° dia, causando grandes impactos em Santa Catarina. A greve afetou hospitais, transporte público e escolar, abastecimento de alimentos, postos de gasolina e até mesmo a distribuição de água.

Postos de gasolina em SC:

A falta de combustível nos postos está preocupando a população. Com receio de ficar sem gasolina, motoristas se aglomeram em filas nos postos de combustíveis. Com a greve dos caminhoneiros, os estabelecimentos estão impedidos de reporem os estoques. Alguns deles, interromperam o atendimento.

Saúde: 

Quatro hospitais da região Oeste catarinense emitiram alerta e estão interrompendo procedimentos por estarem sem medicamentos para os procedimentos, que não chegaram às unidades.

A manifestação aponta que a greve dos caminhoneiros, iniciada na última segunda-feira, já tem reflexos em unidades de saúde do Vale do Itajaí, Planalto Norte, Meio-Oeste, Planalto Serrano, Sul e Oeste.

Correios:

Segundo a assessoria de comunicação dos Correios, as postagens de encomendas com dia e hora marcados (SEDEX 10, 12 e HOJE) estão suspensas. Em decorrência do comprometimento da distribuição, também haverá acréscimo de dias no prazo de entrega dos serviços SEDEX e PAC, bem como das correspondências até que a paralisação acabe.

Supermercados: 

A greve dos caminhoneiros já está causando desabastecimento de várias redes de supermercados em todas as regiões de Santa Catarina, segundo informa a Acats. Os setores mais problemáticos são de frutas, legumes e verdures, de produtos perecíveis, de carnes “in natura” e de produtos derivados de leite.

Compartilhe com seus amigos!