Mudanças no Farmácia Popular

A mudança na forma de pagamento foi anunciada semana passada. A principal alteração foi nos valores que são repassados pelo ministério para farmácias, na compra de medicamentos que são distribuídos gratuitamente para população.

Após criticas de distribuidoras, fabricantes e associações de farmácias, Ricardo Barros, ministro da Saúde afirmou que não haveria risco de o programa criado no governo Lula minguar.

“Uma farmácia que ganha R$ 10 hoje não quer ganhar R$ 5, mas uma farmácia que não ganha nada está louca para entrar. Temos 51 mil farmácias fora do programa pedindo credenciamento e as que saírem serão rapidamente substituídas, não tenho nenhuma dúvida”, disse.

A principal crítica foi: 

Que o novo formato vai reduzir de forma expressiva a margem de lucro e, com isso, várias unidades vão pedir o descredenciamento do programa Farmácia Popular.

Compartilhe com seus amigos!